Skip to main content
Respiração correta para o Sucesso na Comunicação Acácio-Garcia

Respiração correta na Comunicação

E Qual é a Respiração correta para o sucesso na Comunicação?

Todos nós nascemos respirando corretamente.

Você já observou uma criancinha dormindo?

– Parece que ela está respirando pelo abdômen, não é verdade?

– Na realidade, ela está respirando mecanicamente pelo diafragma, que fica situado um pouco abaixo das nossas costelas.

A respiração faz parte da vida e do ato de falar. Um futuro palestrante necessita de uma quantidade ideal e constante de ar em harmonia com o controle correto da respiração diafragmática.

Todo o pulmão é preenchido pelo ar

A respiração correta é aquela em que todo o pulmão é preenchido pelo ar, fazendo com que haja a movimentação do diafragma, projetando ligeiramente a barriga para a frente.

A sua voz só irá melhorar se você souber controlar a quantidade de ar.

Como é a sua respiração?

Coloque as suas mãos um pouco acima do umbigo e, ao inspirar, verifique se suas mãos estão se projetando para a frente ou se estão se recolhendo para trás.

Nós nascemos respirando corretamente pelo diafragma, mas, à medida que vamos crescendo, no intuito de adquirirmos uma postura mais elegante, vamos adotando maneiras incorretas de respiração. Em outras palavras, damos mais valor para a respiração torácica e esquecemos a diafragmática. Se ao inalar o ar, suas mãos acompanharem o movimento de retorno do seu abdômen para trás, sua respiração está invertida.

Com a respiração invertida, você fica com os pulmões vazios de ar e, na hora da fala, não conseguirá iniciar a frase, uma vez que não se formará a coluna de ar na traqueia, responsável pelo tom da voz nas pregas vocais.

Pode acontecer também de a respiração diafragmática estar correta, porém fraca, dando a sensação de que o ar é pouco e insuficiente para completar aquela frase. Isso é sinal de que você não inalou com vontade e força para encher os pulmões.

Respiração correta para o Sucesso na Comunicação, Vamos aprender ?

Deite-se numa posição confortável e coloque as mãos sobre o diafragma. Ao inalar pelas narinas, verifique se suas mãos estão se deslocando para a frente, e ao expelir o gás carbônico pela boca, sinta as mãos retornando para dentro e imagine encostar o umbigo nas costas.

Vamos fazer um exercício prático! Ao respirar encha bem os pulmões de ar, segure três segundos e solte o ar suavemente, até esvaziá-los completamente, fazendo pressão nos lábios. Para que você possa sentir a correta respiração e o deslocamento do diafragma na emissão das palavras, ao expelir o ar pela boca, solte-o aos poucos pronunciando as vogais: “a, e, i, o, u”, golpeando delicadamente o músculo do abdômen.

Recomendamos os exercícios físicos, aeróbicos, caminhadas, alongamentos, tudo isso em consonância com a respiração diafragmática correta. Se estiver lendo, exercite a respiração fazendo uma pausa mais curta nas vírgulas e uma mais longa nos pontos finais. Saber respirar corretamente pelas narinas e expelir pela boca é um dos segredos da boa dicção e do sucesso na comunicação.

A dicção é a maneira de articular ou pronunciar as palavras de maneira clara exprimindo uma ideia. A boa dicção, como vimos, depende de uma respiração adequada e, sobretudo, de um aquecimento nos músculos faciais e na língua.

Você sabia que a boa respiração acalma o cérebro?

Quando respiramos, parte do ar que vai para os pulmões é transformada em oxigênio e segue pelas carótidas para alimentar o cérebro.

Estando o sistema nervoso abalado, a adrenalina presente na corrente sanguínea forma focos de dores e quase todo o oxigênio do cérebro parte em socorro das partes afetadas por ela, diante do medo de falar em público. Daí a importância de, novamente, reabastecer o cérebro com oxigênio, lançando mão da respiração diafragmática.

Crie o hábito de respirar pelo diafragma corretamente, todas as vezes que estiver nervoso ou ansioso diante de uma fala. Além disso, ao inspirar pelas narinas, esboce um sorriso de três a quatro segundos, depois solte o ar pela boca, fazendo pressão nos lábios. Em outras palavras, o cérebro calmo, flexível e oxigenado funciona bem, ao passo que, nervoso e fechado, ele trava o orador, que confunde a sequência de ideias, levando-o a um pronunciamento desequilibrado.

Faça da Respiração correta na Comunicação uma ferramenta de sucesso !

Um abraço,

Acácio Garcia

Acácio Garcia

Acácio Moraes Garcia, conferencista internacional na área motivacional, comportamental e gerencial, mestre em oratória, diretor do IMCEV, procurador federal, ministra cursos e palestras há 25 anos por todo país e EUA, é autor de 8 livros e DVDs entre eles: o recém lançado “A boa comunicação nos dias atuais”, Vença a Timidez de Falar em Público, Como Falar Em Público Com Naturalidade e Entusiasmo, Adequação Empresarial, Histórias e Frases de Efeito para Apresentações em Público, A Força Do Poder Do Elogio Para Atingir As Metas. Foi incluído como “Os 30+ em Motivação do Brasil” pela editora 3C.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *